XBOX ONE ASSASSINS CREED UNITY

Ref: 2057306933103

R$129,90

Paris, a Revolução Francesa

Assassins Creed Unity é estrelado por Arno Dorian, um jovem que teve seu pai assassinado quando ainda era criança e, assim, acaba trabalhando como servo na casa de alguns nobres franceses. É nesse meio tempo que também conhecemos Elisé, que cresceu com Arno em muitos momentos, e acabou se tornando seu par romântico e companheira de aventuras.

A saga começa na França, em plena Revolução Francesa, no século 18, com o maior foco em Paris, onde ocorre boa parte da história. Arno, com o tempo, descobre descender de uma linhagem de assassinos, e com o fardo nas costas, precisa percorrer um caminho de vingança e de justiça, para punir não apenas o assassino de seu pai, mas também o de seu senhor, para quem prestava serviços.

Assassins Creed Unity (Foto: Divulgação)
Assassins Creed Unity (Foto: Divulgação)
 

Na verdade, a história de Arno possui algumas variáveis, como a enorme introdução do jogo mostra, além de pequenos detalhes que aparecem entre um personagem e outro, mas tudo é passado sem muita importância, meio que “jogado às pressas”, para que quem está no comando do controle apenas não perca o fio da meada, mas sem empolgar em nenhum momento.

A falta de empolgação parece se repetir em diversos momentos do jogo. A história de Unity demora para engrenar, apesar de ser interessante em alguns momentos, e apesar também de uma surpresa ou outra que pinta por aí. Em termo de história, o novo Assassins Creed parece sofrer com uma certa crise de identidade.

Aqui, ali ou acolá

Pouco depois da introdução do jogo, somos apresentados a uma de suas grandes novidades: o sistema de viagem no tempo. Utilizando o tempo atual como “desculpa” para isso, afinal, o assassino é controlado pelo jogador e contatado por membros do presente da organização, é possível viajar no tempo entre as eras de Paris, utilizando “Bugs do sistema”.

Assassins Creed Unity (Foto: Divulgação)
Assassins Creed Unity (Foto: Divulgação)
 

Mas calma, os tais bugs são propositais – ao menos estes -, já que fazem parte da história, gerando portais que permitem que Arno visite outras eras de Paris, se deparando com momentos que ainda não ocorreram em seu tempo, como a Segunda Guerra Mundial ou a construção da Estátua da Liberdade.

O problema desses sistema é que ele parece deslocado e um pouco gratuito. A impressão que passa é que a Ubisoft não soube como inovar o suficiente apenas por ter Paris como cenário central da aventura, e assim inseriu algo de forma forçada e com poucas justificativas, deixando as viagens no tempo um pouco “soltas” na história.

Assassins Creed Unity (Foto: Divulgação)
Assassins Creed Unity (Foto: Divulgação)
 

E por falar em história, ela tem pequenos problemas na introdução. Parece que a Ubisoft não aprendeu que introduções gigantescas podem falhar em capturar o jogador, e em Unity ela demora, pelo menos, duas horas, em média, até que Arno se torne um assassino de fato, e siga sua aventura conforme esperamos, realizando as missões em Paris.

Jogabilidade: onde Arno brilha

Se você chegou até aqui e já está arrependido de ter dado uma chance a Assassins Creed Unity, não se preocupe. Para quem gosta da série, ele vai continuar sendo obrigatório, e mesmo quem não gosta vai conseguir se divertir um pouco, pois sua jogabilidade está bem caprichada e com muitas novidades.

Assassins Creed Unity (Foto: Divulgação)
Assassins Creed Unity (Foto: Divulgação)
 

Unity apresenta novos movimentos que Arno pode utilizar ao longo de suas escaladas pela cidade, além de uma grande melhoria nos combates, que estão mais equilibrados, com menos opções de mortes automáticas e com mais chances de você encaixar combinações de golpes dignos de nota, visualmente ou com efeitos práticos.

Nos momentos de “free running”, que é quando Arno utiliza suas habilidades acrobáticas para correr pelas ruas de Paris, vemos novos momentos muito inspirados e bem colocados, com sequências de tirar o fôlego. Arno pula, gira, se joga e quase voa para subir rapidamente alguns edifícios. Escalar até o topo da Catedral de Notre Dame é algo que se vale de alguns momentos de emoção, e apreciação do resultado.

Assassins Creed Unity (Foto: Divulgação)
Assassins Creed Unity (Foto: Divulgação)
 

Essas habilidades podem ser melhoradas com os Pontos de Credo, que são pontos obtidos por meio de suas ações e combates, e são utilizados para comprar novas armas, habilidades ou mais. Mas não se engane, pois eles não “melhoram” os erros de controle, claro.

A irmandade

É claro que as novidades de Unity vão além da jogabilidade e trazem ainda algo diferente no multiplayer: não há modo competitivo. Pois é, esqueça aquelas modalidades online do Assassin’s Creed anteriores. Como o nome diz, este game é sobre unidade, ou união, então você vai se deparar com um bom modo multiplayer cooperativo.

Assassins Creed Unity (Foto: Divulgação)
Assassins Creed Unity (Foto: Divulgação)
 

O mais divertido é que as missões cooperativas foram inseridas dentro da história. Então, a qualquer momento, você pode procurar por um ponto no mapa e verificar a possibilidade de jogar cooperando com amigos ou desconhecidos, formando uma espécie de guilda dos assassinos online, com, pelo menos, dois e no máximo quatro participantes.

O multiplayer funciona muito bem e jogar de forma cooperativa, com momentos e opções caprichadas, é algo gratificante. Ter sua própria equipe, cada um realizar uma tarefa diferente dentro das missões e verificar o resultado em tempo real é algo que foi bonito de se ver e, ainda que um pouco atrapalhado, muito divertido.

Assassins Creed Unity (Foto: Divulgação)
Assassins Creed Unity (Foto: Divulgação)
 

E por falar em missões: atividades não vão faltar em Unity. O mapa é simplesmente um dos mais populados em termos de tarefas da série. Paris, por si só, já é gigantesca para um jogo de videogame, então espere passar por seus inúmeros locais e participar de várias missões secundárias, coletar muitos itens colecionáveis, ajudar pessoas, capturar ladrões, realizar missões cooperativas e, claro, se você não quiser nada disso, apenas seguir a história, que, sozinha, já é enorme.

 
 
 
Fonte: Techtudo
Marca: Ubisoft
Categoria: JOGOS

Comentários

Fabricio Simões e Silva em 08/09/2017 01:45:09
Muito bom esse jogo

Enviar comentário

voltar para Loja On-line

bdt b02|left fwR bsd b01s uppercase|fwR show c05n bsd b01s uppercase left||||news login bdt b02|c05|b01 c05 bsd|login news c05|c05|signup|content-inner||