PS4 PRO EVOLUTION SOCCER 2017

Solicite no comentário

PES 2017 evolui consideravelmente e promete briga acirrada com Fifa 17

PES 2017 é o novo título da franquia de futebol da Konami. Com versões para antiga geração, PS3 e Xbox 360, e para os consoles atuais, Xbox OnePS4 e PCs, o jogo apresenta uma enorme evolução na jogabilidade. Além disso, a presença do Campeonato Brasileiro e dos diversos modos de jogo e personalização ampliam a diversão do simulador. 

Evoluindo a jogabilidade

A principal mudança em PES 2017 é na jogabilidade. A inclusão do motor gráfico Fox Engine só fez bem ao jogo. Dessa forma, o titulo traz uma movimentação mais solta e próxima do real, algo que não ocorria nas últimas versões, quando os atletas virtuais eram duros e artificiais. 

Esse realismo é visto logo nos primeiros minutos de jogo, onde os movimentos de aceleração, mudanças de trajetórias e dribles são mais simples de serem efetuados. O mesmo vale para o posicionamento dos jogadores na hora de executar passes, cruzamentos e chutes. Em outras palavras, há um cuidado especial em todos os pequenos detalhes. 

O sistema de passe e finalização também evoluiu. Por ser ainda mais preciso, é necessário um cuidado maior com a intensidade de força na hora de aplicar um passe ou um chute a gol. Apontar a direção certa também é fundamental para o sucesso da jogada, embora em alguns casos os passes se tornem lançamentos na medida certa. Entretanto, varia de acordo com o nível de habilidade do jogador e oportunidade da jogada. 

PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
 

Os goleiros - outra grande pesadelo da série - também evoluíram consideravelmente. Agora os arqueiros estão bem mais eficientes, fazendo com que gols bobos sejam algo raro. Porém, a movimentação deles continua um pouco artificial, seja em pulos exageradamente elásticos ou em defesas cômicas, como um salto para trás ou com as mãos juntas ao corpo. 

PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
PES 2017 conta com goleiros mais reais (Foto: Reprodução / TechTudo)

Os adversários nunca foram tão inteligentes

Outro ponto alto é a Inteligência Artificial aplicada ao jogo. PES sempre foi alvo de críticas por facilitar algumas jogadas "manjadas", como cruzamentos ou passes em profundidade nas laterais do campo. Isso não acontece mais graças a um novo sistema implantado que permite à CPU mapear as jogadas mais utilizadas pelo time. 

Na prática é fácil notar como isso é aplicado. No decorrer da partida, caso o seu time insista em jogadas de linha de fundo, aos poucos o adversário começará a se comportar de forma a evitar esse tipo de lance, ampliando a marcação naquele setor. Sendo assim, fica difícil insistir com êxito no que antes parecia ser o caminho para a vitória. 

PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
I.A. de PES 2017 é um dos pontos altos do jogo (Foto: Reprodução / TechTudo)
 

Isso cria um dinamismo incrível no game, fazendo com que o jogador se reinvente em relação a criação de jogadas. Dessa forma, o normal é que ele evolua para que possa ser cada vez mais dinâmico, o que torna cada partida um verdadeiro aprendizado, evitando, também, possíveis caminhos mais fáceis para se chegar ao gol. 

A movimentação dos companheiros também melhorou. Impedimentos são mais raros que em qualquer outra versão do jogo. É possível notar uma movimentação constante dos jogadores para evitar a infração. E quando é você no controle do atleta em posição irregular, o aliado controlado pela CPU dificilmente efetuará o passe. 

PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
Impedimentos estão menos frequentes em PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
 

O mesmo vale para o respeito com a formação tática. Se você é daqueles que opta por deixar o time com a sua cara, saiba que os atletas respeitarão a tática escolhida. Sendo assim, nada de lateral invertendo posição ou zagueiros se arriscando no ataque sem que a ordem não tenha sido dada por você. 

Gráficos mais belos do que nunca

O visual de PES sempre foi um dos pontos altos da franquia. Desde que chegou a atual geração de consoles, o game da Konami proporciona gráficos que deixam os mais desavisados confusos sem saber se é uma partida de verdade ou um jogo virtual rodando na TV.

Na nova versão, a busca inconstante pelo realismo virtual sobe mais um degrau com as inúmeras expressões faciais dos jogadores. É surpreendente como cada um deles se expressa diante das mais variadas situações, como finalizações perdidas, faltas sofridas e, claro, o momento do gol. Para cada uma delas há um leque variado de animações que tornam a partida ainda mais real. 

PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
Expressões faciais estão mais realistas em PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
 

O replay também recebeu upgrade. Agora, não há mais uma enorme queda de quadros nas repetições dos lances. Ou seja, o jogo mantém os 60 quadros por segundo praticamente durante toda a partida, com exceção de raros momentos com muitos elementos na tela. 

A única coisa que deixa a desejar são alguns elementos externos. Há gandulas, técnicos, reservas e todos os outros elementos que compõem uma partida de futebol ao vivo. Entretanto, alguns beiram a simplicidade e parecem grandes manequins de papelão quando a câmera se aproxima deles. 

Em contra partida, o realismo dos estádios é cada vez mais surpreendente. Para aqueles que já tiveram a oportunidade de estar em uma das arenas presentes no jogo, o realismo é ainda maior e há uma incrível sensação de que tudo está acontecendo no campo de verdade. 

PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
Arenas ainda mais reais em PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)

Milton Leite de volta aos games

Outra novidade em PES 2017 é a presença de Milton Leite como narrador do jogo. O locutor do SporTV volta a um game depois de quase 10 anos, quando participou de Fifa 2006. Milton substitui Silvio Luiz na nova versão do jogo. Mauro Beting continua como o comentarista oficial. 

Para os jogadores mais antigos, escutar novamente a voz de Milton é uma nostalgia inexplicável. Ainda mais com uma locução renovada e repleta dos seus principais bordões, como: "Que beleza!", "Olha a batida!" e "O juizão olhou e disse: segue o jogo!". Entretanto, alguns problemas fazem com que esse sentimento não seja tão especial. 

Milton Leite será o narrador de PES 2017 (Foto: Diego Borges / TechTudo)
Milton Leite é o narrador de PES 2017 (Foto: Diego Borges / TechTudo)
 

A forma com que o áudio foi implementado soa, às vezes, como amadora. O maior exemplo fica por conta de quando alguns times são anunciados em uma entonação e encaixados em outra bem diferente. Isso sem falar em clubes menos populares, cujos jogadores sequer são citados, deixando um silêncio desconfortável ao longo da partida. 

Vale lembrar que esse não é um problema do locutor ou do comentarista do jogo, mas sim da forma com que ambos os áudios foram inseridos no game. E é importante ressaltar que PES sempre sofria com esse problema mesmo quando Silvio Luiz ainda era o narrador oficial. Fica a expectativa para que isso seja melhorado na próxima versão e que não venha a prejudicar ambos os profissionais.

PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)

Sem Libertadores e UEFA Champions League com times genéricos

Outro fantasma do passado que volta a assombrar PES é a falta de clubes licenciados. Se em outras versões a Konami se orgulhava em ter competições e ligas completas, na versão 2017 os jogadores terão que conviver com nomes genéricos - que já se tornaram uma marca na franquia. 

Sendo assim, prepare-se para disputar uma UEFA Champions League contra times como MD White (Real Madrid) e Man Red (Manchester United). Se não bastasse, ainda há a ausência da Copa Libertadores da América, que nos últimos anos chegou a ser um dos maiores atrativos do game. 

PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
MD White (Real Madrid) e Man Red (Manchester United) forma um dos maiores clássicos genéricos de PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
 

O problema é que seu rival, Fifa 17, é detentor da licença da maioria das ligas europeias, o que prejudica a negociação com a Konami. Ao mesmo tempo, a produtora japonesa consegue algumas exclusividades, mas sem tirar clubes do jogo da EA. Um exemplo disso é a parceria com o Barcelona, que traz os jogadores do clube catalão na capa e o seu estádio apenas em PES. Entretanto, o mesmo Barcelona estará presente em Fifa 17. 

Essa é uma briga antiga que parece não ter um fim. E quem perde com isso é o consumidor. Principalmente aquele que, mesmo tendo um jogo como preferido, opta por adquirir ambos os títulos todos os anos. 

PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
Copa Libertadores da América aparece de forma genérica em PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)

Rumo ao Estrelado ainda mais real

Um dos mais populares modos de PES volta com grandes modificações. A principal delas é no tempo em que as coisas começam a surgir na sua carreira como profissional. Ou seja, para alcançar o estrelato, é preciso dedicar-se um bom tempo de jogo até que as oportunidades comecem a surgir. 

PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
Modo Rumo ao Estrelato (Foto: Reprodução / TechTudo)

Foi possível notar, também, um comportamento diferenciado do seu time. Mesmo que você chegue como o grande astro, seus companheiros não jogarão para lhe servir. Dessa forma, não ache estranho caso algum colega de time resolva arriscar uma jogada individual em vez de passar a bola, mesmo que você esteja em uma posição mais favorável que a dele. 

Master League cada vez mais robusto

Já o modo mais famoso da franquia continua cada vez mais robusto e complexo. Para os adeptos do antigo modo Master League, onde comprar e vender um jogador era mais simples que chutar uma bola, saibam que agora é preciso saber lidar com o mercado de transferências. 

PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
Modo Master League (Foto: Reprodução / TechTudo)
 

Para a versão 2017 há mudanças em relação ao caixa do clube. Agora, você pode optar por criar um fundo para transferências e salários, evitando, assim, os problemas de falta de verba - algo bem normal no futebol brasileiro. Também é possível organizar a janela de transferências, seja para que elas surjam com mais intensidade, ou até mesmo para que o tempo pare toda vez que uma negociação estiver em andamento.

Campeonato Brasileiro de forma original 

Se em PES 2016 todos os clubes da Série A já marcavam presença no game, em PES 2017 eles foram agregados ao Campeonato Brasileiro. Isso mesmo, a competição nacional chega pela primeira vez de forma oficial, com direito a troféus e nomenclatura originais. 

PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
Brasileirão está presente em PES 2017 (Foto: Reprodução / TechTudo)
 

O que ficou de fora dessa vez foram alguns clubes da Série B. Na versão anterior, haviam quatro clubes que disputavam a competição na época. Eles eram alocados junto às outras equipes da América em uma competição à parte. Em PES 2017 não há outros clubes, apenas o Red Bull Brasil, que firmou uma parceria exclusiva com a Konami para estar presente no game. 

Fonte: Techmundo

Estado: Novo
Marca: Konami
Categoria: JOGOS

Enviar comentário

voltar para Loja On-line

bdt b02|left fwR bsd b01s uppercase|fwR show c05n bsd b01s uppercase left||||news login bdt b02|c05|b01 c05 bsd|login news c05|c05|signup|content-inner||