XBOX ONE - ALIEN ISOLATION NOSTROMO EDITION

Ref: 010086641011

R$8,00

Alien: Isolation é o mais novo jogo inspirado pela série de filmes "Alien" para PlayStation 4, Xbox One, PlayStation 3, Xbox 360 e PC. O game resgata o clima e ambientação de 1979 para embarcar Amanda Ripley, filha da protagonista Ellen Ripley, em uma assustadora e angustiante experiência de terror. 

Review: Alien Isolation (Foto: Divulgação)
Alien Isolation (Foto: Divulgação)
 

Após uma série de tentativas (e muitos erros) em lançar jogos licenciados da franquia, boa parte dos títulos não foram capazes de levar espírito e os elementos clássicos dos filmes da série “Alien” para os games. Principalmente após o lançamento catastrófico Alien: Colonial Marines, título que colocou a credibilidade da saga em sério risco.

No entanto, a persistência finalmente levou os games de volta para 1979, onde a desenvolvedora The Creative Assembly tentou resgatar tudo aquilo que deu certo no filme da década de 70: o horror, as situações de pura sobrevivência e a clássica ambientação que mistura elementos futuristas com aquela tecnologia que ao mesmo tempo parece antiquada para os padrões mais modernos.

Ellen e Amanda Ripley (Foto: Divulgação)
Ellen e Amanda Ripley (Foto: Divulgação)

Tal mãe, tal filha

Diferente do fracasso de Alien: Colonial Marines, que se tornou um jogo mais voltado para ação por ser inspirado em ”Aliens” de James Cameron, Alien Isolation traz o melhor de “Alien: O Oitavo Passageiro” de Ridley Scott, um excelente material em termos de terror espacial. Na trama, o jogador se vê no papel de Amanda Ripley, filha da protagonista Ellen Ripley, desaparecida desde o incidente da nave Nostromo.

A história começa quando Amanda aproveita uma oportunidade que pode resultar em pistas importantes para descobrir o paradeiro de sua mãe. Porém, como era de se esperar, a tentativa dá errado e a protagonista fica presa na gigantesca estação espacial Sevastopol.

Com equipamentos e praticamente nenhuma arma, Ripley explora a estação em busca de seus companheiros e outros tripulantes, mas acaba encontrando seu pior pesadelo: o terrível Alien. Munida de poucos recursos e sozinha com a criatura, Ripley tem apenas um simples e difícil objetivo: sair da Sevastopol com vida.

Review: Alien Isolation (Foto: Divulgação)
Alien Isolation (Foto: Divulgação)

Pique-esconde espacial

Boa parte da campanha de Alien Isolation é uma constante perseguição no melhor estilo gato e rato ou pique-esconde. Com isso, o jogo segue um caminho totalmente oposto ao de Colonial Marines, e neste game você não pode matar Alien.

A sobrevivênca é o objetivo principal e Amanda terá pouquíssimos recursos à seu favor, podendo contar apenas com a distração, o tempo certo e uma boa dose estratégia.

Com exceção do lança chamas que pode ser usado para afastar a criatura, o jogador não terá armas capazes de finalizar o Alien. O foco do game é usar o silêncio, a estratégia e sua capacidade de furtividade para não ser morto pelo monstro grotesco. E a combinação desses elementos dá muito certo, criando cenas de pura tensão e agonia que conseguem extrair com sucesso a essência dos jogos de terror e sobrevivência.

Amanda é perseguida constantemente pelo Alien (Foto: Divulgação)
Amanda é perseguida constantemente pelo Alien (Foto: Divulgação)
 

O gigante Xenomorfo é inteligente e pode ouvir cada mínimo ruído de Amanda pelos corredores da Sevastopol. Você pode ser pego a qualquer momento, com mortes surpresas e horrendas, levando sustos de tirar o fôlego. O título acerta em cheio nesse ponto e promete aterrorizar os jogadores, principalmente nos momentos iniciais.

E a ideia funciona muito bem – pelo menos na maior parte da campanha – principalmente para os jogadores que gostam de apimentar a jogabilidade com um nível de dificuldade maior, usando a câmera do PS4 ou o Kinect do Xbox One para movimentar a câmera e captar ruídos que podem ser ouvidos pelo Alien.

Combinados com a excelente ambientação, visão em primeira pessoa e efeitos sonoros, o game consegue recriar a sensação de impotência vivida pelos personagens originais do filme.

Corta! Isso não estava no roteiro

Andar pelos corredores pode se tornar repetitivo (Foto: Divulgação)
Andar pelos corredores pode se tornar repetitivo (Foto: Divulgação)
 

No entanto, à longo prazo, essa incansável brincadeira de pique-esconde pode se tornar um tanto repetitiva e cansativa. Morrer no jogo é quase uma constante, e a quantidade de tentativas e erros podem tornar a jogabilidade um tanto irritante. Isto porque o comportamento da criatura é bastante dinâmico e quase que imprevisível.

Não que isso seja um ponto totalmente negativo, claro. Mas combinado com uma conduta aleatória dos outros personagens presentes na Sevastopol, seja qual for a sua estratégia, ela simplesmente não vai funcionar. Há diversas pessoas na nave, mas o Alien parece só estar interessado em Amanda e mais ninguém.

Essa perseguição sem intervalos torna as tentativas mais frustrantes, pois fica ainda mais difícil encontrar um padrão para seguir e avançar para a próxima parte da nave. Além disso, a perseguição do Alien é constante e não apenas em pontos chave que poderiam destacar o clima de tensão e suspense para o jogador.

Os cenários e objetos são muito fiéis ao original (Foto: Divulgação)

Os cenários e objetos são muito fiéis ao original (Foto: Divulgação)

Ou seja, até certo ponto da campanha, o Alien, que até então era o ponto alto da trama, acaba se tornando um elemento de frustração. Com isso, há uma quebra na intensidade da experiência, que tira o suspense e dá lugar para a repetição. Somando uma inteligência artificial que não possui padrão com um gigantesco Alien constantemente na sua cola, a jogabilidade acaba se tornando cansativa da metade para o final do game. 

Fidelidade às origens

Essa falha é compensada com outros elementos ao longo da campanha como, por exemplo, a fidelidade do game aos elementos do filme original. Os padrões estéticos da franquia foram totalmente resgatados para o título e os pequenos detalhes dos objetos, armas, cenários e interface são realmente impressionantes.

Tanto pelo visual como pela fidelidade, já que cada elemento parece ter sido extraído diretamente do enredo original de Ridley Scott. Como a interface dos anos 70, com letras da era DOS e botões enormes, sem falar dos fios expostos entre corredores metálicos. Uma tecnologia de última geração meio antiquada, bem daquele jeito que as pessoas viam o espaço e a computação a décadas atrás. São detalhes para fã nenhum colocar defeito.

O Alien pode ataca-lo a qualquer momento (Foto: Divulgação)
O Alien pode atacá-lo a qualquer momento (Foto: Divulgação)
 

Fonte: Techtudo

Estado: Usado
Marca: SEGA
Categoria: Xbox One

Enviar comentário

voltar para Locadora

bdt b02|left fwR bsd b01s uppercase|fwR show c05n bsd b01s uppercase left||||news login bdt b02|c05|b01 c05 bsd|login news c05|c05|signup|content-inner||