PS4 - FINAL FANTASY XV DAY ONE EDITION

Ref: 662248915159

R$8,00

História sem fim

A história real da franquia Final Fantasy supera muitos roteiros cinematográficos. Desde que o primeiro jogo da série chegou ao Nintendinho em 1987, salvando a Square Enix da falência, até o lançamento de Final Fantasy XV, muita coisa mudou. Entre altos e baixos e diversas mudanças de geração, em 2016 a franquia chegou lutando para alcançar a relevância e credibilidade de seus jogos clássicos.

Foram necessários mais de dez anos de trabalho duro, rumores de cancelamento e diversas alterações na equipe para que Final Fantasy XV chegasse à sua forma final. Seguindo o roteiro dos melhores contos de fadas, o título conseguiu repetir o sucesso improvável do primeiro jogo da série e tem tudo para botar o nome Final Fantasy de volta ao topo das grandes séries de RPG.

Final Fantasy XV é digno do legado da série (Foto: Divulgação/Square Enix)
Final Fantasy XV é digno do legado da série (Foto: Divulgação/Square Enix)

Amigo, estou aqui

Final Fantasy XV é o primeiro game da série totalmente legendado em português, permitindo que o jogador escolha entre o áudio original em japonês ou inglês. Isso é ótimo, já que a trama merece ser apreciada em sua plenitude, especialmente a fascinante dinâmica entre os personagens.

Ainda que a jornada principal seja previsível e repleta de todos os clichês imagináveis para o gênero, isso não pode ser considerado uma falha. Afinal, como nos grandes animes e mangás, o verdadeiro atrativo da aventura reside no modo como os heróis e sua dinâmica conseguem aquecer nossos corações e criar conflitos, dilemas e emoções.

Final Fantasy XV conta uma bela história sobre amizade (Foto: Divulgação/Square Enix)
Final Fantasy XV conta uma bela história sobre amizade (Foto: Divulgação/Square Enix)
 

Neste sentido, o coração e alma do roteiro de Final Fantaxy XV não reside na trama sobre Noctis e seu casamento frustrado com Lunafreya, muito menos na batalha contra o Império tecnológico de Niflheim, mas sim na amizade entre os quatro protagonistas e sua inusitada roadtrip. Em vez de brilhar nos grandes momentos, o jogo atinge seu potencial máximo nas cenas introspectivas, com diálogos constantes e problemas compartilhados por Noctis e seus parceiros, e é exatamente isso que o torna tão especial.

Inspiração no Ocidente

Enquanto a narrativa segue à risca a estrutura e ritmo tradicionais no Japão e na série, com todos os seus cristais e monstros gigantes, o gameplay de Final Fantasy recebe uma bem-vinda dose de inspiração tirada dos grandes RPG ocidentais do momento, como The Elder Scrolls. Afinal, o mapa da aventura é um gigantesco mundo aberto repleto de missões secundárias e atividades interessantes para realizar.

Até mesmo as batalhas por turnos, traço definidor dos RPGs, foi substituído por um elegante sistema de combate fluído. Ainda há magias, itens e invocações gigantescas para utilizar nas lutas, mas agora eles são definidos mais por sua inteligência e habilidade do que pela paciência e grinding de experiência. O sistema pode intimidar a princípio, mas leva apenas uma ou duas horas para dominá-lo totalmente e se divertir bastante. Seu único lado negativo mais sério é a câmera, que claramente não foi projetada para batalhas em pequena escala em ambientes fechados.

Final Fantasy XV tira inspiração de alguns sucessos ocidentais (Foto: Divulgação/Square Enix)
Final Fantasy XV tira inspiração de alguns sucessos ocidentais (Foto: Divulgação/Square Enix)

De tirar o fôlego

Ao ver Final Fantasy XV em movimento fica até difícil imaginar que ele foi planejado originalmente como um jogo de PlayStation 3. Da rica arquitetura das cidades até as criaturas colossais que habitam os cenários, o jogo é um espetáculo visual de primeira, e certamente um dos games mais bonitos da atual geração.

Ao longo das cerca de 40 horas da campanha principal, há dezenas de momentos em que vale a pena ficar parado apenas apreciando a belíssima direção de arte e gráficos do game. Vale apontar que tanta beleza vem com um custo: em batalhas mais intensas e cenas movimentadas, a taxa de quadros por segundo fica instável e luta para acompanhar a ação em tempo real.

Final Fantasy XV tem um visual primoroso (Foto: Divulgação/Square Enix)
Final Fantasy XV tem um visual primoroso (Foto: Divulgação/Square Enix)
 

Apesar de a campanha ser relativamente curta para os extensos padrões do gênero, o pós jogo, ou seja, as atividades paralelas e missões bônus, são extremamente diversificadas e gratificantes. Seja pilotando um "Chocobo" rumo a uma caverna misteriosa, ajudando estranhos em busca de tesouros ou mesmo parando em restaurantes para comer um pouco de macarrão. Há variedade de sobra para justificar centenas de horas de jogo.

Para ouvir com atenção

Os videogames já foram agraciados com diversas trilhas sonoras de qualidade, dezenas delas extremamente marcantes e icônicas. Ainda assim, o trabalho que Yoko Shimomura, realizou em Final Fantasy XV é digno dos maiores elogios.

Mesmo com grandes trabalhos em seu currículo, como as trilhas de Street Fighter II, Super Mario RPG e Kingdom Hearts, é possível que a trilha de Final Fantasy XV seja sua obra-prima. Seja aproveitando sabiamente temas clássicos e consolidados, bolando "medleys" inteligentes, ou mesmo fundindo o clima da série com a voz da cantora Florence Welch, as músicas do game são um espetáculo à parte e merecem ser apreciadas.

Final Fantasy XV é embalado por músicas incríveis (Foto: Divulgação/Square Enix)
Final Fantasy XV é embalado por músicas incríveis (Foto: Divulgação/Square Enix)
 
Fonte: Techtudo
Estado: Usado
Marca: Square Enix
Categoria: Playstation 4

Enviar comentário

voltar para Locadora

bdt b02|left fwR bsd b01s uppercase|fwR show c05n bsd b01s uppercase left||||news login bdt b02|c05|b01 c05 bsd|login news c05|c05|signup|content-inner||